Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



O interior das rosas

Sábado, 05.01.08

Onde há para este interior

um exterior? Sobre que dor

se põe este linho?

Que céus se espelham

no seio do lago

destas rosas abertas,

descuidadas? Olha:

como jagem soltas,

como se não pudesse

mão tremente desfolhá-las.

Mal se podem suster

a si próprias: muitas deixaram-se

encher de mais, e trasbordaram

de espaço interior

para os dias, que cada vez

mais plenos se fecham,

até que todo o Verão se faz

uma sala, uma sala num sonho.

Rainer Maria Rilke

Autoria e outros dados (tags, etc)

tags:

publicado por dolce_vita às 01:19


11 comentários

De Estupefacta a 05.01.2008 às 22:58

Este poema é lindo, não conhecia.
Um grande beijinho meu e da Maria que está para aqui a dizer que o teu blog, Visto do Céu, é um dos mais bonitos que existe na blogosfera.
Beijinhios da Maria (fez questão de me ditar o texto)

De dolce_vita a 07.01.2008 às 00:16

Maria,és uma adolescente feliz,atenta e perspicaz,também por isso lês as cores das palavras...as minhas são de todas as cores,embora use, umas mais que outras,nem sempre obedeço à paleta de cores...e esborrato palavras que gosto e me fazem sentir bem,sempre eu.
Se por acaso, hoje eu tivesse deixado de escrever no blog,depois de ler o que dizes ,continuaria por ti.
Não há maior incentivo,motivação e alegria que a que recebi de ti.Confio plenamente nos adolescentes,na sua inteligência e tolerância,força,vontade,capacidade de sonhar...de ser,de estar!
Maria Tens a dimenssão do caminho a percorrer,sem deixar de viver o tempo, no seu tempo,mas muito atenta.
Para a mãe,caminhar ao lado e com a Maria é e será um desafio e felicidade constantes.
Para as duas o meu abraço
Rosa

De in_certezas a 06.01.2008 às 22:51

Lindo o texto.

Podemos trocar as rosas por ostras flores..?

Só porque não sou amante de rosas...

Beijinho

De dolce_vita a 07.01.2008 às 00:22

Vou estar mais atenta e logo que surgir um poema,um texto com outras flores,saberá que é para si que o escrevo.
um beijo

De in_certezas a 07.01.2008 às 10:49

Obrigada

Vou estar atenta...

De estreladosul a 07.01.2008 às 00:40



Lindo... Muito Lindo...
Temos que ter muito cuidado como nos abrimos, ou para onde nos abrimos, nao é, minha amiga?
Um 2008 cheio de benesses

Bjinho amigo

Mario Rodrigues

De MT-Teresa a 07.01.2008 às 14:53

Não conhecia este poema. Também gosto de rosas e de poesia ...

Obrgada pela visita. Tens aqui beleza (nas palavras que escreves)

Beijo

De . a 08.01.2008 às 00:06

Olá Rosa,

Lindo como todas as( rosas) como todas as flores...

Um beijo
Toma
Gui

De angel a 09.01.2008 às 14:18

Passei para desejar uma boa tarde...poema muito bonito...um beijinho

De zita a 09.01.2008 às 15:57

Assim como a "rosa" flor, talvez a Rosa pessoa se deixe transbordar para o exterior. Muito bonito.

De dolce_vita a 09.01.2008 às 22:46

Olá Zita
como estás(acho que nos podemos tratar assim),eu escrevi num dos post,antes do natal,pois não tinha outra forma de o fazer.Espero que tudo esteja bem com o rapazinho e que o ano 2008 seja muito feliz.Obrigada por estares sempre atenta e por aqui.
um beijinho

Comentar post





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Janeiro 2008

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031